Menu

Mobilização Climática dos Povos

FAQs

  • Por que 20 a 21 de setembro?

Este é o fim de semana anterior a uma reunião de cúpula sobre mudança climática, em que o secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, receberá líderes políticos e que será realizada em Nova York no dia 23 de setembro. Esta cúpula será o momento global mais importante a focar nas mudanças climáticas em anos. Uma grande marcha na cidade de Nova York acontecerá no domingo, dia 21, e vamos mobilizar o resto do mundo ao longo de todo o fim de semana.

 

  • Por que outro Dia de Ação?

A reunião de cúpula de dirigentes de Estado sobre o clima em Nova York e a Marcha do Povo pelo Clima nos oferecem uma das melhores oportunidades que já tivemos em muitos anos para uma ação climática globalmente unida. Estamos mais prontos do que nunca para aproveitar esse momento, não apenas como uma demonstração de poder coletivo, mas também como uma forma de criar energia para os esforços regionais e nacionais que estão em curso e em crescimento. Assim, estamos planejando um dia de ação global, bem como esforços de preparação prévia e acompanhamento posterior que irão internacionalizar o nosso impacto e fortalecer os esforços nacionais e regionais.

O histórico dos governos sobre o clima, sem ação da sociedade civil, é terrível. Além disso, a cúpula de Nova York é uma oportunidade para colocar questões de justiça climática de vários lugares do mundo todo no centro das atenções.

Precisamos de ações muito rápidas sobre as mudanças climáticas, e não de palavras. Os impactos das mudanças climáticas já são sentidos por comunidades na linha de frente em todo o mundo. Estes efeitos são exponencialmente piores para os mais vulneráveis e só irão piorar se as emissões de carbono não forem cortadas drasticamente.

Enquanto isso, a transição para um mundo com uma economia que funcione para as pessoas e para o planeta oferece vantagens significativas. A energia renovável já está começando a ser mais rentável se comparada aos combustíveis fósseis. Esta é uma oportunidade para reduzir as emissões e apresentar as energias limpas para mais pessoas. A cúpula de Nova York também oferece uma oportunidade para pressionar globalmente por essa questão.

 

  • Esse é o mesmo Dia de Ação Global ligado à Conferência das Partes (COP) anual da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (CQNUMC)?

Não, esta é uma mobilização separada e única, específica de setembro de 2014. Entretanto, nós sem dúvida precisaremos continuar mobilizando e fazendo o movimento crescer para além deste momento também.

A CQNUMC geralmente tem sido liderada por delegados e negociadores, e nisto esta cúpula é diferente, pois Ban Ki-moon está pedindo aos líderes políticos que participem diretamente da mesa.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, solicitou uma reunião de cúpula em 23 de setembro, na qual líderes mundiais se reunirão para discutir, e esperamos que se comprometam com ações ousadas para abordar a crise climática. Ban Ki-moon inteligentemente chamou este fórum como algo adicional e distinto das negociações climáticas tradicionais da ONU, por saber que a urgência e a gravidade da crise climática são tão reais que a comunidade global precisa agir mais rápido do que a CQNUMC tem sido capaz de fazer até agora.

 

  • Qual é o tema para este dia de ação?

Haverá muitas mensagens e slogans durante e sobre a Mobilização do Povo pelo Clima, mas o slogan principal e unificador é “Ações, Não Palavras” [Action, Not Words], e você pode adicionar a esse slogan as suas demandas localmente ou nacionalmente relevantes.

 

  • Eu não sei de nenhum evento perto de mim. Como a minha organização pode se envolver?

Crie o seu próprio evento! Clique aqui para ideias de ação sobre o que você pode fazer onde você mora. Não importa se é a sua primeira vez em uma organização desse tipo ou não, nós convidamos qualquer pessoa, em qualquer lugar para assumir a liderança. Junte-se a nós aqui.

 

  • Já que a mobilização principal será em Nova York, devemos nos esforçar para estar lá?

Somente se você já estiver nos Estados Unidos nessa data. Mas o que realmente esperamos é que você empreste sua voz para a ação de NY, mobilizando sua própria região e dando à ação de NY uma proeminência global. Essa é uma emergência global e só uma mobilização verdadeiramente global pode refletir isso. Aqui estão alguns métodos básicos de participação.

 

  • Estamos organizando um evento. Que tipo de materiais e recursos podemos usar?

○ Nós temos alguns deles para você usar:

■ O logotipo da MPC (traduzido),

■  Um folheto sobre soluções climáticas,

■ Um folheto sobre Ciência e Impactos Climáticos,

■  Muitos outros materiais para impressão,

■  Um vídeo chamando para ação,

■  Memes para mídias sociais,

■  Um guia completo sobre o estilo de formatação 350.

 

  • Quem está liderando este Dia de Ação?

Duas das principais organizações por trás da ideia global do Dia de Ação são a 350.org e a Avaaz. No entanto, os eventos reais serão implementados por centenas de organizações globais e locais. A marcha em NY está sendo organizada por uma coalizão de centenas de grupos ambientalistas e da sociedade civil dos Estados Unidos.

 

  • Existe alguma demanda dos líderes?

Em primeiro lugar, exigimos um plano sólido de ação global até 2015 – uma estratégia compartilhada e acordada para fazer crescer rapidamente o escopo e a escala da transição em curso, de modo que um clima seguro e com todos os seus benefícios para as pessoas e o planeta seja possível. A decisão a ser tomada pelos líderes políticos que se reunirão em NY é simples: liderar a transformação necessária das nossas sociedades, ou ignorar o maior risco que nossa civilização já enfrentou. A nossa segunda principal demanda é que sejam tomadas medidas imediatas para nos libertar dos grilhões da nossa dependência de combustíveis fósseis (sem mais subsídios de qualquer espécie para a indústria de combustíveis fósseis) e abraçar as alternativas.

 

 O que acontece depois do Dia de Ação?

○ No próximo ano, haverá dois marcos cruciais na jornada para criar esse mundo mais justo, mais limpo e mais seguro exigido pelos cidadãos para quem estes líderes políticos devem prestar contas. Em setembro de 2015, esses líderes se reunirão novamente em Nova York para chegar a um acordo sobre a lista de tarefas definitiva para acabar com a pobreza no mundo – uma tarefa impossível de se realizar sem abordar as mudanças climáticas, que ameaçam muitos dos princípios básicos da vida: água, comida, abrigo e segurança. Um plano de ação global sobre a mudança climática está previsto para Paris, três meses depois.

○ Conjuntamente, isso dá aos líderes governamentais 15 meses, a contar da Cúpula no próximo mês de setembro, para preparar uma estratégia compartilhada e acordada para afinar os objetivos e gerenciar os detalhes da transição em curso, mantendo o controle dos esforços realizados país por país, e assegurando que tudo isso funcione em conjunto. Ao longo destes 15 meses, vamos continuar a campanha e a mobilização para garantir que a crise climática receba a urgência política que ela precisa.